Notícias

[Meio Ambiente] Construção da Unidade de Estabilização de Fauna Marinha já começou

Postada em 08/02/2017 às 16:42:29

Interação:

[Meio Ambiente] Construção da Unidade de Estabilização de Fauna Marinha já começou
O espaço, coordenado pela Udesc, será uma espécie de um pronto atendimento aos animais marinhos mortos e machucados.

Laguna será a primeira cidade da região a receber uma Unidade de Estabilização de Fauna Marinha. Os recursos para construção desta obra são oriundos da Petrobrás, totalizando investimentos de R$718 mil.

O espaço, coordenado pela Udesc, será uma espécie de um pronto atendimento aos animais marinhos mortos e machucados, resgatados nas praias da região, que integra o Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos – PMP/BS.

Terá cerca de 600 metros quadrados equipado com sala de educação ambiental, salas de estabilização de aves, répteis e mamíferos marinhos, sala de necropsia, laboratórios de pesquisa, escritórios administrativos, alojamento, sistema de tratamento e de coleta de água da chuva.

 A área onde a unidade será construída foi doada pelo Governo Municipal à Udesc e está localizada ao lado do antigo Restaurante Escola.

O prefeito Mauro Vargas Candemil esteve visitando o local nesta quarta-feira, dia 8. "Será um marco importante no meio científico da região. Vai contribuir para a conscientização ambiental", descreveu. 

De acordo com o coordenador do PMP e professor da Udesc, Pedro Castilho, o projeto arquitetônico prevê soluções sustentáveis e econômicas para estruturar a rede de atendimento conforme resolução do Ibama.

Investimento do Projeto:

O Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS) é uma atividade desenvolvida para o atendimento de condicionante do licenciamento ambiental federal das atividades da Petrobras de produção e escoamento de petróleo e gás natural no Pólo Pré-Sal da Bacia de Santos, conduzido pelo Ibama e tem como objetivo avaliar os possíveis impactos das atividades de produção e escoamento de petróleo sobre as aves, tartarugas e mamíferos marinhos, através do monitoramento das praias e do atendimento veterinário aos animais vivos e mortos. Para isso, está sendo realizado o monitoramento de 2.100 km de praias entre Rio de Janeiro e Santa Catarina.

 O monitoramento nesta região, coordenado pela Udesc, totaliza um percurso de aproximadamente 55 quilômetros entre a praia do Mar Grosso, em Laguna, e Praia do Luz, em Imbituba. No entanto, a Unidade de Estabilização também receberá animais encaminhados pela Unidade de Apoio/PMP coordenado pelo Projeto Baleia Franca.

 A Univali é a instituição coordenadora do projeto em todos os estados que compreendem o monitoramento. A Udesc firmou parceria com a Univali e é a instituição responsável pelo trecho de Laguna e parte de Imbituba.

O que fazer quando encontrar um animal marinho ?

Todos os animais encontrados mortos ou machucados nas praias são importantes fontes de pesquisa. A população pode colaborar com o programa, quando encontrar animais nestas situações, e entrar em contato por telefone pelo número: 0800-642-33-41. A ligação será direcionada à equipe local para o resgaste.

O mesmo pode ser feito em casos que forem encontrados animais vivos, mas que estejam fora de seu habitat. A equipe também monitora nessas situações.

 

Imagens da matéria

>> Visualizar imagens para download

Mais notícias