Notícias

[Meio Ambiente] Casan contratará empresa para estudos técnicos do emissário submarino do Mar Grosso

Postada em 16/05/2017 às 16:22:42

Interação:

[Meio Ambiente] Casan contratará empresa para estudos técnicos do emissário submarino do Mar Grosso
Emissário submarino do Mar Grosso foi construído em 1986, tem 1.500 metros de extensão e 12 metros de profundidade.

A Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (Casan) irá contratar uma empresa para o diagnóstico das condições ambientais, estruturais e operacionais do Sistema de Disposição Oceânica do Mar Grosso, composto pelo emissário submarino, estação elevatória e chaminé de equilíbrio. 

Segundo o chefe da Agência da Casan de Laguna, Romario J. Perdoná "foi publicado o parecer de julgamento das propostas de preços das empresas interessadas, a Casan está aguardando o prazo de recurso administrativo da licitação até o dia 22/05/2017, após este prazo será encaminhado a diretoria para homologar o processo", descreve. 

O processo pode ser acompanhado no http://www.casan.com.br/menu-conteudo/index/url/licitacoes#0 na categoria concorrência, no quesito serviços técnicos especiais.

A empresa vencedora deverá atualizar e recuperar o cadastro de estação elevatória final, chaminé de equilíbrio e do emissário submarino com mapeamento da posição real e atual do emissário, verificar o estado atual do sistema completo, a caracterização oceânica local, caracterização da água e dos sedimentos e a modelagem da hidrodinâmica da região.

De acordo com o prefeito de Laguna, Mauro Vargas Candemil, este estudo irá detectar a capacidade do emissário submarino, se comporta ou não outras ligações de novas edificações na orla do Mar Grosso.

Existe ainda a preocupação do emissário estar com problema de entupimento. Caso não haja mais possibilidade de conectar outras ligações na mesma rede do emissário ou se apresentar qualquer outro problema, a Casan fará a ligação de todas as edificações conectadas ao emissário na nova rede de esgotamento sanitário diretamente para a Estação de Tratamento da Vila Vitória.

Previsto para ser executado em oito meses, o diagnóstico inclui serviços em terra e em mar, com embarcações, aparelhos especializados, mergulhadores e outras atividades específicas.

Entre as exigências do edital está a produção de um relatório final com:

- Descrição integrada do Sistema de Disposição Oceânica - SDO

- Comparativo das estruturas instaladas com o projeto original

- Plantas e relatórios de imagens gerados

- Conclusão geral sobre condições técnico-operacionais das unidades em terra e no mar das unidades que compõem o SDO

- Apresentação de propostas de otimização do SDO de modo a permitir uma melhor diluição dos efluentes para a situação atual e para eventuais cenários propostos pela Casan, com vazões futuras e diferentes níveis de tratamento de esgotos em terra, comparando com a alternativa de desativação do emissário e inclusão da Bacia A na ETE do bairro Magalhães.

Sobre o emissário:    

O Emissário Submarino é uma tubulação subterrânea que despeja o esgoto em alto-mar, aproveitando a capacidade de diluição das águas oceânicas.

No Mar Grosso foi construído em 1986, tem 1.500 metros de extensão e 12 metros de profundidade. Está localizado nas proximidades do posto salva-vidas 3.

O esgoto despejado pelo emissário submarino do Mar Grosso compreende a rede de coleta entre a região da Praça Francisco Pinho até a Praça do Vila.

Ação civil do Ministério Público

O Ministério Público de Santa Catarina entrou com uma ação civil pública através da 1ᵃ Promotoria da Comarca de Laguna, onde solicita medidas da Casan em relação ao emissário submarino.

Texto: Jornalista Gisele Elis

Imagens da matéria

>> Visualizar imagens para download

Mais notícias