Notícias

[Meio ambiente] Estudo analisará água da Fonte da Carioca

Postada em 05/10/2017 às 13:20:28

Interação:

[Meio ambiente] Estudo analisará água da Fonte da Carioca
É necessário assegurar a qualidade da água periodicamente, conforme exige a portaria (nº2914/11) do Ministério da Saúde.

A Fundação Lagunense do Meio Ambiente (Flama), através de uma solicitação do Conselho Municipal do Meio Ambiente (Comdema), contratou uma empresa para fazer uma análise completa da água da Fonte da Carioca. Consumida diariamente por muitos moradores e turistas, a água da fonte pública é considerada mineral.

O objetivo da análise é verificar a potabilidade da água para consumo. Essa semana foram realizadas as primeiras coletas, que deverão ser feitas em períodos distintos durante três meses.

As coletas estão sendo acompanhadas pelo engenheiro químico da Flama. “Receberemos o laudo final com todas as análises daqui aproximadamente quatro meses”, afirma o presidente da Flama Patrick Souza.

No início do ano, uma análise foi realizada pela Casan, mas o Condema concluiu a necessidade de realizar um estudo mais detalhado.

De acordo com presidente da Flama, é necessário assegurar a qualidade da água periodicamente, conforme exige a portaria (nº2914/11) do Ministério da Saúde.

Sobre a Fonte da Carioca:

O prédio da fonte foi construído em 1863, ampliada em 1906 e restaurada em 1990. Conforme estudos produz 2 milhões de litros de água potável por mês.

A última revitalização da fonte foi realizada em 2010, onde todas as instalações foram adequadas conforme as normas sanitárias.

O que é água mineral ?

O Decreto Lei N.º7.841, de 8 de agosto de 1945 estabelece parâmetros dentro dos quais a água pode ser ou não considerada “água mineral”, classifica as águas minerais em 12 tipos diferentes de acordo com sua composição e estabelece ainda que, mesmo que a água não atinja os padrões estabelecidos, se for comprovada sua ação medicamentosa (através de estatística completas, observações e documentos clínicos e laboratoriais analisados por crenologistas – especialistas em tratamentos com águas minerais), a água pode ser classificada como “água mineral”. Esta é definição seguida pelo DNPM (Departamento Nacional de Produção Mineral), que analisou a água da Carioca, em 2010. 

A água mineral se forma através da infiltração do líquido da chuva, que penetra na terra até encontrar uma rocha, não conseguindo penetrar, a água retorna para a superfície recebendo o nome de água mineral, por ter recebido nutrientes ao passar pelas faixas de terra e rochas. Este processo demora anos para acontecer.

Informações adicionais na Flama no 3644-5538

 

Imagens da matéria

>> Visualizar imagens para download

Mais notícias