Notícias

[Governo] Casan pretende perfurar mais quatro poços em Laguna

Postada em 09/11/2017 às 18:35:52

Interação:

Este foi o tema do encontro entre o superintendente da Casan, Vilmar Tadeu Bonetti, que veio acompanhado do geólogo Lauro Zanata e do gerente local, Romário José Perdoná e o prefeito Mauro Candemil.

De acordo com Bonetti, com a desocupação da área da Codesc, a Casan quer continuar garantindo o abastecimento de agua no município, se utilizando do maior manancial existente naquele local. Há também o problema da chegada da alta temporada, onde o fluxo contingente é muito grande.

A princípio, mais dois poços serão perfurados para garantir a reserva sem a preocupação da falta d'água, porém, é necessário autorização do governo do Estado para a utilização das áreas.

Cada poço terá uma profundidade estimada em 40 metros, garantindo a captação de água para o atendimento ao consumidor.

Segundo o prefeito Mauro Candemil, esse foi o motivo que levou o Estado a promover a ação de desocupação de todo aquele local. “Estávamos percebendo que num período muito curto enfrentaríamos o problema de contaminação do solo e do lençol freático que abastece cerca de 75% de todo o município e parte de Pescaria Brava” concluiu Mauro.

Candemil também relatou os mais diversos problemas que a cidade vem enfrentando na questão do esgoto da praia, sugerindo ações imediatas para coibir, especialmente, o esgoto clandestino na orla do Mar Grosso.

Para o superintendente da Casan, a ideia é desativar o emissário submarino e conectar toda a rede na ETE – Estação de Tratamento de Esgoto da Vila Vitória o que só poderá ocorrer a partir de 2018.

Outro aspecto, levantado pelo prefeito, foi com relação aos serviços prestados pela empresa Confer, que, de forma equivocada deixou a cidade num verdadeiro caos, assunto que Bonetti não quis comentar por se tratar de contrato realizado diretamente pela Casan da capital catarinense.  

 

Mais notícias