Notícias

[Verão] Caminhar: opção descontraída e gratuita para o bem-estar físico e mental

Postada em 05/02/2018 às 15:40:03

Interação:

[Verão] Caminhar: opção descontraída e gratuita para o bem-estar físico e mental
A caminhada é uma atividade física indicada para emagrecer e manter a saúde do coração e da mente.

Laguna tem quilômetros de praias, algumas urbanizadas, outras agrestes. Dias com tempo agradável, vento não muito forte e céu sem previsão de tempestades, pessoas de todas as idades escolhem a caminhada para cuidar da saúde, bater um papo e visitar as praias à pé. 

No Mar Grosso, calçadão com três quilômetros, no começo da manhã e no final do dia, o movimento é intenso do vai e vem dos desportistas. 

A comerciante Ana Célia, 45 anos, percorre duas vezes o trecho, com a amiga Sônia, colocam as novidades em dia, e caminham para "desestressar". 

"Me acalmo e encontro amigos e vizinhos, que não veja na minha cidade e encontro aqui no calçadão", descreve.

Com o pé na areia, outros preferem o refresco da água do mar. Para aqueles que estão em boa forma e aguenta o esforço, prêmio maior é caminhar de “pedra a pedra”, ou seja, da pedra da Praia do Iró até o Molhes, num trecho de seis quilômetros. Aqueles que fazem o sinal da cruz em forma de agradecimento ao pisar na pedra, outros descansam para mais um desafio. Atividade ideal para Margarete Inácio, 65 anos, combater o colesterol. Três vezes por semana, ela sai para caminhar na praia. 

A caminhada é uma atividade física indicada para emagrecer e manter a saúde do coração e da mente, explica a educadora física Fernanda Cristini de Souza, da Secretaria de Saúde, que atende grupos nos postos de saúde e promove caminhadas e outras atividades.

Segundo ela, os benefícios da caminhada diária são muitos e podem incluir, redução do inchaço nas pernas e tornozelos; prevenção da obesidade e ajuda a perder peso; melhora da circulação sanguínea; fortalecimento de todos os músculos do corpo; melhora da postura corporal; relaxamento dos músculos da nuca e dos ombros; prevenção de complicações cardiovasculares, como infartos e hipertensão.

Existe também os benefícios para a saúde mental, como o envolvimento psicossocial quando a atividade é realizada em grupo; proporciona a elevação da autoestima e o aumento da percepção corporal; alívio do estresse ou tensão, prevenindo ou reduzindo transtornos depressivos.

Vale lembrar que estes benefícios acontecem quando o indivíduo caminha pelo menos 2 horas e meia por semana e possui outros hábitos saudáveis, como comer alimentos frescos e pouco calóricos, sendo recomendados para todas as idades.

Combate ao estresse

Para combater o estresse e a ansiedade, é preciso acalmar a mente. Isso exatamente que a caminhada proporciona, diminuir os níveis de cortisol, que é o hormônio do stress

A endorfina, um hormônio responsável pela sensação de bem-estar, é liberado no momento do exercício. Faz a pessoa sentir-se bem e relaxado, ele também combate o stress. A boa notícia é que, ao caminhar, a substância é liberada pelo corpo, amenizando a tensão. Ela também pode aliviar a depressão leve, melhorar o humor e a autoestima.

Natureza acalma

Segundo estudos andar ao ar livre pode otimizar a concentração em até 20%.

Interagir com a natureza dá um descanso ao cérebro da superestimulação a que ele é submetido todos os dias, o que pode ter um efeito reparador nos níveis de atenção.

As tarefas da vida moderna exigem demais das áreas do cérebro que estão ligadas à repressão das distrações, ao pensamento criativo e ao desenvolvimento de um senso de identidade.

Há 18 anos, um grupo de admiradores de trilhas e da natureza promovem um caminhada de 18 quilômetros nas praias ao sul de Laguna. No percurso cenário de uma natureza pouco influenciada pela ação do homem, praias desertas, morros com vegetação da mata atlântica, de restinga, dunas e pedras esculpidas por milhares de anos de ventos. 

Dona Palmira, 78 anos, com seu cajado, caminhou sob sol forte da localidade da Ponta da Barra até o Farol de Santa Marta. Poucos dias chegou de uma caminhada do interior de São Paulo até o santuário de Aparecida, 15 dias, 400 quilômetros. Cansada? Ela nem sabe o que é isso. "Eu não gosto de ver televisão", brinca ela sobre o motivo do hobby. O marido sempre está ao seu lado nas aventuras. 

Dicas

Areia fofa ou batida?

O primeiro terreno trabalha força específica, sendo que a areia fofa serve como uma resistência extra a ser vencida. Já na areia batida não existe muito impacto, se comparado ao asfalto, e isso diminui o estresse nas articulações, o que é muito bom para o início da temporada de treinos. Portanto, o ideal é alternar os dois terrenos.

Cuidado com as inclinações

Em muitas praias, o desnível pode ser grande, até inviabilizando a corrida. Se não houver opção de uma praia plana ou quase, é melhor esquecer os treinos na areia, pois os malefícios serão maiores que os benefícios. Você pode ter uma lesão nos joelhos, por exemplo.

Com ou sem tênis?

O correto é que você não faça o treino na praia sem calçado. Se a areia for fofa, não existe contraindicação, pode colocar o pé na areia. Mas na parte mais dura é importante usar um tênis com amortecedor.

Melhor horário

Antes das 10h e após as 16h.

Fotos e textos: jornalista Taís Sutero

 

Imagens da matéria

>> Visualizar imagens para download

Mais notícias