Notícias

Fonte da Carioca: Inox dá lugar ao plástico , vidro ao tijolo

Postada em 10/06/2010 às 15:53:28

Interação:

Fonte da Carioca: Inox dá lugar ao plástico , vidro ao tijolo
Técnicos estão esta semana substituindo os antigos canos de PVC, que transportavam a água da Fonte da Carioca por material inoxidável.

Serão 150 metros de canos, as torneiras públicas também serão do mesmo produto, a nova estrutura vai oferecer maior segurança sanitária para a população, preservando a qualidade da água. A expectativa é inaugurar a obra nos próximos meses.

O prédio que irá proteger a fonte, formada por seis poços, está em fase de pintura e colocação de vidros para a população vizualizar o espaço histórico, antes as paredes eram fechadas por tijolos.

A antiga casa da decantação deverá abrigar um museu com a história do local, também já foi erguido.

Com a revitalização do espaço histórico, que desde 1863 abastece centenas de lares e hoje atrai milhares de turistas para Laguna, deverá ter todos os seus ambientes abertos ao público.

A casa da nascente de água terá paredes de vidros para o público conhecer o local, anos guardado como segredo e fechado com cadeados. Luzes internas irão iluminar o espaço, que hoje tem capacidade para armazenar 40 mil litros de água mineral.

De acordo com a geóloga, Eliane dos Santos, a água mineral se forma através da infiltração do líquido da chuva, que penetra na terra até encontrar uma rocha, não conseguindo penetrar, a água retorna para a superfície recebendo o nome de água mineral, por ter recebido nutrientes ao passar pelas faixas de terra e rochas. Este processo demora anos para acontecer.

Todo o trabalho de revitalização irá adequar as instalações de captação de água de acordo com as normas sanitárias.

Comprovadamente mineral, a água da Fonte da Carioca continuará sendo fornecida gratuitamente, através das torneiras abertas ao público. A prefeitura deverá comercializar a água excedente.

A água irá passar por tubos com filtros, não tendo mais contato com as impurezas. Torneiras de inox serão instaladas para o público pode usufruir do líquido. Laguna é uma das únicas cidades do Sul do Estado com fonte de água mineral pública.

A adequação da estrutura irá sanar todos os problemas sanitários que podem vir a ocorrer, já que as edificações encontram-se em estado de deterioração avançado pelo tempo, principalmente nos reservatórios, de onde a água segue para as torneiras.

O projeto elaborado pela arquiteta Ana Paula Fogaça da Secretaria de Planejamento Urbano e Habitação, foi licitado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – Iphan, que irá investir na obra cerca de R$224 mil. O trabalho obedece as normas do Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM).

A empresa ganhadora da licitação foi a Magapavi Construtora, Terraplanagem e Pavimentadora Ltda.

Consultoria responsável pelo projeto de Drenagem: AR Engenharia Resp. Eng. Carlos H. B. do Amaral.

Fonte dos namorados

No início da sua colonização, Laguna tinha três fontes de água que abastecia a cidade.

A fonte da Figueirinha (onde supostamente Anita e Guiseppe Garibaldi se conheceram), Campo de Fora e da Carioca, a única preservada ainda hoje.

A fonte da Carioca fica localizada ao lado da Casa Pinto Ulysséa. No pé do morro, a fonte é abastecida de água mineral, já comprovada por geólogos.

Antigamente, apenas uma pequena bica jorrava água. No ano de 1863, uma estrutura foi construída por escravos, muito comum na época, pois eles realizavam o trabalho braçal.

Foi denominada Carioca, que em tupi guarani significa casa branca ou oca.

A água da fonte foi por muito tempo, canalizada para prédios públicos e também para uma fonte ao lado do antigo Mercado.

Conforme o historiador Antônio Carlos Marega, o local tornou um dos pontos turísticos da cidade, levando a fama de Fonte dos Namorados.

O motivo eram as idas e vindas das famílias até à fonte, uma atração para os visitantes.

Durante o passeio, os jovens solteiros trocavam olhares, muitos namoros começaram no trajeto até à fonte. A água da Carioca era levada pelas famílias que visitavam os lagunenses.

Foram nessas idas que casamentos iniciaram originando a fama do lugar.

Imagens da matéria

>> Visualizar imagens para download

Mais notícias