Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para busca 3 Ir para rodapé 4 Acessibilidade 5 Alto contraste 6

---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?

COVID-19
Pessoas com sintomas devem procurar o Centro de Triagem

Publicado em 21/07/2020 às 14:35 - Atualizado em 04/08/2020 às 17:02

Quais são os sintomas da COVID-19?

 

Os sintomas mais comuns da COVID-19 são: febre, cansaço e tosse seca.

 

Alguns pacientes podem ter dores, congestão nasal, dor de garganta ou diarreia.

 

Esses sintomas geralmente são leves e aparecem gradualmente.

 

Algumas pessoas são infectadas, mas não apresentam sintomas e não estão doentes.

 

A maioria das pessoas se recupera da doença sem precisar de tratamento especial.

 

As pessoas idosas e as que têm determinadas doenças, como pressão alta, problemas cardíacos ou diabetes, têm maior probabilidade de desenvolver a forma mais grave da COVID-19 e têm dificuldade para respirar.

 

Pessoas com febre, tosse e falta de ar devem procurar atendimento médico.

 

 

Quanto tempo dura o período de incubação da COVID-19?

 

 

O "período de incubação" é o tempo entre a infecção pelo vírus e o aparecimento dos sintomas da doença. A maioria das estimativas para o período de incubação da COVID-19 varia de 1 a 14 dias e geralmente é de cerca de cinco dias. 

 

 

 

Onde fazer o teste gratuito ?

 

 

No Centro de Triagem do Coronavírus, que funciona na sede da Unidade de Saúde do bairro Esperança, das 7h ás 19h, sem fechar ao meio-dia.    

 

No local são realizados todos os atendimentos de pessoas com sintomas respiratórios, os casos suspeitos são encaminhados para coleta de exames para diagnosticar a COVID-19, além do acompanhamento dos pacientes confirmados em tratamento.    

 

Endereço: Avenida Calistrato Muller Sales, entrar na via ao lado da Confeção Lenis, seguir até a terceira rua à direita.     

 

 

Como são realizados os exames para detecção de COVID-19?

 


Os exames são realizados a partir da coleta de uma amostra do paciente, podendo ser de secreções nasais, aspirados de secreções ou sangue. O tempo necessário para a liberação do resultado depende do tipo de metodologia bioquímica utilizada.

 

Testes rápidos (IgM/IgG) geralmente utilizam sangue, soro ou plasma, e detectam anticorpos.

 

No município de Laguna, desde os primeiros testes rápidos realizados, é utilizada essa metodologia com soro.

 

Para isso o sangue coletado passa por um processamento de centrifugação. Apesar de ser mais dispendioso em relação a custo, tempo e mão de obra, isso garante resultado com melhor qualidade e precisão.


Nos testes RT-PCR geralmente utilizam-se secreções respiratórias, coletadas na nasofaringe. Essa metodologia identifica material genético do vírus, portanto indica infecção ativa da doença. Para isso são coletadas secreções através de um swab, que é uma espécie de “cotonete”, introduzido através das narinas. Posteriormente, são encaminhados para o Laboratório Central – LACEN/SC para análise.

 

Todas duas metodologias são realizadas no centro de triagem do município nos casos suspeitos de COVID-19.

 

O paciente realizará o exame caso o médico identifique sintomas compatíveis para COVID-19. Também são realizados esses exames no Hospital Bom Senhor dos Passos, mas somente para pacientes internados.

 

O centro de triagem acompanha todos os casos suspeitos para orientação e monitoramento de sintomas. Todos os pacientes positivos sintomáticos (que apresentam sintomas compatíveis para COVID-19) entram em isolamento por 14 dias e, quando não apresentarem mais sintomas por pelo menos 3 dias, recebem alta como recuperados.

 

Já os pacientes assintomáticos que apresentam teste rápido reagente para COVID-19, são isolados por 7 dias, porque teoricamente estão, no mínimo, 7 dias com a infecção.


Não existe retestagem para casos positivos. Há um grande equivoco em relação à tão comentada “contraprova”, essa, é utilizada frente a casos fortemente suspeitos de pacientes internados, que por ventura dão negativo em um primeiro exame.

 

 

Existe uma vacina, medicamento ou tratamento para a COVID-19?

 

 

Ainda não. Até o momento, não há vacina específica ou medicamento antiviral para prevenir ou tratar a COVID-2019. No entanto, as pessoas afetadas devem receber assistência médica para aliviar os sintomas. Pessoas com casos graves da doença devem ser hospitalizadas. A maioria dos pacientes se recupera com a ajuda de medidas de apoio. Possíveis vacinas e diferentes tratamentos farmacológicos específicos estão sendo investigados.

 

 

As maneiras mais eficazes de proteger você e outras pessoas da COVID-19 são: lavar as mãos com frequência, cobrir a boca com o cotovelo ou o tecido ao tossir e manter uma distância de pelo menos 1 metro com pessoas que tossem ou espirram.

 

 

Prevenção 

 

 

Lave bem as mãos e com frequência, usando álcool em gel ou água e sabão.

 

 

Por quê? Lavar as mãos com água e sabão ou usar álcool em gel mata os vírus que podem estar nas suas mãos

 

 

Mantenha uma distância mínima de 1 metro entre você e qualquer pessoa que tosse ou espirra.

 


Por quê? Quando alguém tosse ou espirra, gotas de fluido que podem conter o vírus são liberadas pelo nariz ou pela boca. Se você estiver muito perto, pode respirar as gotículas e, com elas, o vírus COVID-19.

 

 

Evite tocar nos olhos, nariz e boca.

 


Por quê? As mãos tocam muitas superfícies e podem “pegar” vírus. Uma vez contaminadas, as mãos podem transferir o vírus para os olhos, nariz ou boca. A partir daí o vírus pode entrar no seu corpo e causar doenças.

 

 

Você e as pessoas ao seu redor devem manter uma boa higiene das vias aéreas. Isso significa cobrir a boca e o nariz com o cotovelo dobrado ou com um lenço de papel quando tossir ou espirrar. O lenço usado deve ser descartado imediatamente.

 

 

Por quê? Os vírus se espalham através de gotículas. Ao manter uma boa higiene respiratória, você protege as pessoas ao seu redor contra vírus como resfriado, gripe e COVID-19.

 

 

Fique em casa se não estiver bem. Se você tiver febre, tosse e falta de ar, procure atendimento.

 

 

Mantenha-se informado sobre as últimas notícias sobre a COVID-19 em canais oficiais e siga as orientações sobre como se proteger e a outras pessoas da COVID-19.

 


Por quê? Os canais oficiais terão as informações mais atualizadas sobre se a COVID-19 está se espalhando em sua área e sobre os cuidados corretos para se proteger.

 

 

Quanto tempo o vírus sobrevive nas superfícies?

 


O mais importante a se saber sobre a presença de coronavírus em superfícies é que elas podem ser facilmente limpas com desinfetantes domésticos comuns, que matam o vírus. Estudos demonstraram que o vírus da COVID-19 pode sobreviver por até 72 horas em plástico e aço inoxidável, menos de 4 horas em cobre e menos de 24 horas em papelão.

 

Como sempre, limpe suas mãos com um higienizador à base de álcool ou lave-as com água e sabão. Evite tocar nos olhos, na boca ou no nariz.

 

 

Pessoas que se recuperaram da COVID-19 podem ficar imunes ou serem infectadas mais de uma vez?

 


Atualmente, não há evidências de que as pessoas que se recuperaram da COVID-19 e tenham anticorpos estejam protegidas contra uma segunda infecção. É esperado que a maioria dos indivíduos infectados desenvolva uma resposta de anticorpos que forneça algum nível de proteção. O que ainda não se sabe é o nível de proteção ou quanto tempo vai durar.

 

A OMS está trabalhando com cientistas de todo o mundo para entender melhor a resposta do corpo à infecção por COVID-19.

 

 

Você está com Covid como deve proceder ?

 

Utilize máscara o tempo todo.



Se for preciso cozinhar, use máscara de proteção, cobrindo boca e nariz todo o tempo.



Depois de usar o banheiro, nunca deixe de lavar as mãos com água e sabão e sempre limpe vaso mantendo a tampa fechada, pia e demais superfícies com álcool, água sanitária ou outro produto recomendado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária – Anvisa -  para desinfecção do ambiente.



Separe toalhas de banho, garfos, facas, colheres, copos e outros objetos apenas para seu uso.

 


O lixo produzido precisa ser separado e descartado.



Evite compartilhar sofás e cadeiras e realize limpeza e desinfecção frequente com água sanitária ou álcool 70% ou outro produto recomendado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária – Anvisa.



Mantenha a janela aberta para circulação de ar do ambiente usado para isolamento e a porta fechada, limpe a maçaneta frequentemente com álcool 70%, água sanitária, ou outro produto recomendado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária – Anvisa.



Caso o paciente não more sozinho, recomenda-se que os demais moradores da residência durmam em outro cômodo, seguindo também as seguintes recomendações:

 

 

  • Mantenha a distância mínima de 1 metro entre a pessoa infectada e os demais moradores

     

    Limpe os móveis da casa frequentemente com água sanitária, álcool 70%

  •  

    Se uma pessoa da casa tiver diagnóstico positivo, todos os moradores devem ficar em distanciamento conforme orientação médica.

 

 

 

Fonte: Vigilância Epidemiológica de Laguna, Secretaria do Estado da Saúde, Anvisa e Organização Mundial de Saúde