---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?

social
Solidariedade ajuda famílias atingidas pela enxurrada

Publicado em 27/05/2019 às 18:16 - Atualizado em 27/05/2019 às 20:02

A aposentada Isolete Maria Rodriguês, 66 anos, recebeu cesta básica, água potável e cobertores Baixar Imagem

A alegria de receber cesta básica, cobertores secos, água potável e ter uma conversa amiga, ficou estampada no rosto da aposentada Isolete Maria Rodriguês, 66 anos, quando a equipe da Secretaria de Assistência Social chegou na pequena morada, na rua da Granja, no bairro Portinho.

 


A chuva do último dia 25 ficou marcada na vida de dona Isolete e dos seus vizinhos, que tiveram a casa invadida pela água barrenta. Laguna foi a cidade mais atingida, no sul do estado, pelas fortes chuvas, com acumulado de chuva de 205 milímetros em apenas 24 horas.

 


"Chovia dentro de casa, que nem na rua", disse ela. Mora sozinha há um ano, depois que o filho morreu.

 

Poucos metros, a vizinha Nilceia Henrique, 62 anos, passou dois dias no único móvel seco da casa, a cama. Com o neto, ela ficou cuidando dos pertences e esperando a água ir embora. O caminhão de sucção do Corpo de Bombeiros no sábado conseguiu diminuir a agonia de Nilceia.

 

"Arrebentamos o muro para não morrermos afogados", disse. As doações foram entregues no final de semana, como cesta básica e cobertores. Material de limpeza para ajudar na faxina chegou nesta segunda-feira. Tudo donativos da população.

 

Nilceia perdeu eletrodomésticos, móveis e comida. Mora numa rua sem saída e tava feliz com as pequenas melhorias que vinha fazendo com ajuda do filho e da nora. "A gente começa tudo de novo", conta sem perder a esperança.

 

Desde sábado, as equipes da Secretaria de Assistência Social estão percorrendo os bairros atingidos e verificando as famílias necessitadas. Com a chegada da demanda das equipes, o número poderá aumentar.

 

Bairros com mais famílias atingidas foram Barbacena, Malvina e bairro Portinho, na popular rua da Granja.

 

 

Como ajudar

 


Na Secretaria de Assistência Social estão chegando doações da comunidade. São necessários, neste momento que a água da enxurrada baixou, mais produtos de higiene e material de limpeza.


Cobertores, colchões, calçados e roupas em bom estado são sempre bem vindos.

 

De acordo com a secretária da Assistência Social Tanara Cidade "as unidades de saúde e outros órgãos também estão encaminhando pedidos. Equipes do Cras e Creas estão na ativa então é normal que agora aumente o número de solicitações, depois que a água baixou".

 


Onde doar

 


Na Secretaria de Assistência Social está funcionando das 7h às 19h, no Centro Administrativo Tordesilhas (do lado da rodoviária)

 

Mais informações no telefone 3644-4947 ou 9 9621-5170

 

Texto e fotos: jornalista Taís Sutero - MTB 1796


Galeria de Fotos

  • {{galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
  • {{galeriaMultimidia.length + galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
Fechar