---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?

educação
Previsão de mais chuvas para quinta e sexta-feira. Prefeito esteve em Florianópolis solicitando ajuda

Publicado em 29/05/2019 às 17:44 - Atualizado em 29/05/2019 às 18:18

Em Tubarão, ocorreu um encontro com os coordenadores da Defesa Civil e outros agentes, referente aos programas de auxílio governamental Baixar Imagem

O prefeito Mauro Candemil participou de uma audiência nesta quarta-feira, dia 29, na Secretaria de Infraestrutura, com o secretário Carlos Hassler e na Defesa Civil com o secretário, Coronel João Batista Cordeiro Junior, na companhia dos deputados estaduais do Sul e prefeitos das cidades atingidas pela enxurrada.

 

 

Todos solicitaram ajuda do Governo do Estado para a recuperação dos municípios. Além disso, pela manhã, em Tubarão, ocorreu um encontro com os coordenadores da Defesa Civil e outros agentes, referente aos programas de auxílio governamental e forma de habilitação dos municípios.

 

O fornecimento de kits de limpeza, higiene e água também foi ofertado aos prefeitos dos municípios Sangão, Jaguaruna, Laguna, Imaruí, Pedras Grandes e Treze de Maio. A maioria dos municípios estão em estado de emergência desde sexta-feira passada.

 

 

O secretário da Defesa Civil alertou para a possibilidade de mais chuvas ocorrerem nos próximos dias, aumentando a situação de risco em terrenos que já se encontram encharcados. Já o secretário da Infraestrutura Carlos Hassler recebeu os prefeitos e avaliará a possibilidade de intervenção pelo Estado, para reparar as vias danificadas que se encontram sob a jurisdição estadual.

 


Candemil entregou um relatório sobre as condições da rodovia Bananal - Ponta do Daniel, cobrando do Estado o restabelecimento dos pagamentos devidos, desde janeiro, para a empresa Confer, e o retorno da obra.

 

Os demais serviços de recuperação irá depender de relatório geral, que vem sendo elaborado pelas equipes do Governo Municipal. "Neste momento conseguimos obter R$ 100 mil para recuperação", explica.

 

 

Principais localidades atingidas

 


Distrito de Ribeirão, Bentos, Barbacena, Vila Vitória, Cabeçuda, Mato Alto (Cohab), Progresso, Jardim Juliana e Loteamento Lidiane (Portinho).

 

 

Mais chuva

 


Existe a condição de temporal nesta quinta-feira. A chuva deve seguir ainda durante a sexta e sábado, em menor intensidade. As aulas na rede pública municipal foram canceladas. 

 

 

Na quinta, dia 30, terá um total diário de 50 mm a 80 mm, em média, com pontuais de 100 mm a 150 mm. Condição de temporais localizados com granizo em todas as regiões de Santa Catarina. Com vento nordeste em Laguna.

 

 

Ventos fortes em altos e baixos níveis da atmosfera sobre o sul do Brasil. Em Santa Catarina mantendo o elevado aporte de umidade do ar.

 

 

Segundo informações do Ciram/Epagri na sexta-feira, dia 31, no decorrer do dia a chuva deverá cessar. O vento sul começa a sobrar na madrugada de sábado, o final de semana terá sol com pancadas de chuva.

 

 

Recomendações da Defesa Civil

 

 

Tempestades: Proteja-se em local abrigado, longe de placas, de árvores, de postes de energia e de objetos que podem ser arremessados. Se não encontrar um abrigo, agache-se com os pés juntos, com a cabeça encostada em seu peito ou entre os joelhos e as mãos cobrindo suas orelhas ou apoiadas em seus joelhos. Se estiver na praia, jamais fique na água. Se estiver em casa ou qualquer outro local abrigado, desligue os aparelhos eletrônicos, não use o telefone, fique longe das janelas e lembre-se, o banheiro em alvenaria é o melhor local durante uma tempestade.

 

Enxurradas: Não fique próximo às margens de rios e ribeirões, principalmente em regiões de relevo acentuado, montanhoso e pequenos vales, pois muitas vezes há temporais intensos sobre os topos e cabeceiras, gerando repentinamente grande quantidade de água num curto espaço de tempo. Este tipo de evento adverso apresenta grande poder destrutivo, podendo arrastar veículos, pessoas, animais e mobílias por vários quilômetros. A força das águas pode ainda provocar o rolamento de blocos de pedras, arrancar árvores, destruir edificações e causar deslizamentos de terra nas margens.

 

Alagamentos: evitar o contato com as águas e não dirigir em lugares alagados. Evitar transitar em pontilhões e pontes submersas e cuidado com crianças próximas de rios e ribeirões.

 


Galeria de Fotos

  • {{galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
  • {{galeriaMultimidia.length + galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
Fechar