---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?

Fundação Lagunense do Meio Ambiente

meioambiente
Projeto de Lei é elaborado em reunião com objetivo de proteger os botos

Publicado em 18/05/2018 às 17:20 - Atualizado em 21/05/2018 às 17:45

Reunião com entidades e instituições
Créditos: Decom Baixar Imagem

Em nova reunião realizada no auditório da Polícia Militar Ambiental entidades e instituições, convidadas pela Secretaria de Pesca e Agricultura, reuniram-se com intuito de definir uma solução para proteger a população de Tursiops truncatus (boto-tainha) residentes em Laguna.


A iniciativa encontrada e concordada por todos presentes foi unir dois projetos de lei apresentados na primeira reunião, realizada dia 15. Um foi elaborado pelo vereador Rodrigo Moraes e o outro elaborado pelo presidente da Flama, Patrick de Souza. A estratégia foi encontrar um equilíbrio do ponto de vista ambiental e social.


O projeto consiste em proibir a pesca para captura de bagres através de redes de emalhe de qualquer modalidade, no Rio Tubarão, a partir da divisa com os municípios de Capivari de Baixo e Tubarão até a foz do Rio Tubarão na boca dos molhes do Canal da Barra de Laguna com o Oceâno Atlântico. Além de toda a extensão do seu Canal de Navegação e a partir de então seguindo pelas águas que costeiam o lado Norte da Lagoa de Santo Antônio dos Anjos até os locais denominados Arial e Arrebentão.


Alguns ajustes ainda deverão ser feitos. O projeto será enviado para a Câmara de Vereadores ainda na segunda-feira (21) para aprovação.


Ocorrências

O Projeto de Monitoramento de Praias da UDESC documentou 11 mortes de botos entre janeiro de 2016 e maio de 2018. Este número apresenta uma média de 2,5 meses, onde foi comprovado que na maioria foi ocasionado por afogamento atrelado a emalhe em rede de pesca.