---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?

pesca
Secretaria de Pesca e Agricultura participa de reunião sobre pesca da tainha 2019

Publicado em 14/05/2019 às 14:19 - Atualizado em 14/05/2019 às 15:00

Nesta terça-feira, dia 14, a secretária de Pesca Patrícia Paulino esteve participando de uma reunião na praia do Cardoso, no Farol de Santa Marta, com o Sindicato dos Pescadores, Ibama, Polícia Ambiental, Delegacia da Capitania dos Portos, professores da Udesc e pescadores locais.

 


A safra da tainha 2019 começou dia 1° de maio para pescadores artesanais. As embarcações de emalhe anilhado estão liberados a partir de 15 de maio, e a partir de 1º de junho devem estar aptos a se lançarem ao mar as embarcações industriais.

 


Entre os assuntos tratados estavam a licença única de pesca e o monitoramento da safra, que será realizado em parceria com a Secretaria de Pesca e Agricultura, para ter o controle do limite máximo de captura.

 


De acordo com a normativa publicada no Diário Oficial da União fica estabelecida cota máxima de captura de tainha para a temporada de pesca de 2019, da seguinte forma:

 


I - 1.592 (mil quinhentos e noventa e duas) toneladas para a frota de cerco/traineira das regiões Sudeste e Sul; e


II - 1.196 (mil cento e noventa e seis) toneladas para frota de emalhe anilhado do Estado de Santa Catarina.

 


A preocupação dos pescadores é com a licença de pesca "as portarias sempre saem atrasadas, é uma dificuldade todo ano, pois a gente se cadastra e demora para chegar o documento, trabalhamos com medo de termos problemas por não estarmos com o documento em mãos, de tomar uma multa ou perder a embarcação," desabafa o pescador Márcio.

 


Ficou acordado que os pescadores poderão sair para o mar com o protocolo, habilitação e documentos da embarcação em dia. A Marinha e a Polícia Ambiental se disponibilizaram em auxiliar os pescadores que ainda estão com alguma pendência, para regularizar o mais breve possível.

 

"Queremos ajudar e não só fiscalizar. Queremos ter certeza que os pescadores vão sair e voltar com segurança. Estamos dispostos para orientar e auxiliar os pescadores," disse Adilson Nobre, sargento da Delegacia dos Portos de Laguna.

 

Durante essa semana, algumas reivindações dos pescadores serão apresentadas a superintendência do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, que não puderam estar presentes na reunião.